terça-feira, 24 de maio de 2016

Princípios para prosperidade - parte 3

Texto Base: Salmos 122:6

Introdução: Israel é uma nação que vive cercada por inimigos. São muitos os povos que tem por objetivo literalmente varrer esta nação do mapa. Em meio a tantos inimigos, poucos são os que têm a coragem de se colocar ao seu lado. Isso é fato, até mesmo no meio cristão muitos por causa da teologia da substituição, crendo erroneamente que Senhor levantou a igreja e essa tomou o lugar de Israel, desprezam a nação escolhida e amada pelo Senhor. Mas Deus está fazendo algo que vai escandalizar a muitos, um grande despertamento esta acontecendo no meio da igreja, as escamas estão caindo dos olhos de muitos lideres e uma geração forte esta se levantando para abençoar todas as formas possíveis o povo escolhido do Senhor.

Nossa igreja faz parte dessa geração que o Senhor está despertando e não temos vergonha de empunhar a bandeira de Jerusalém, de Israel, de cantar suas canções. Como consequência disso temos visto literalmente a promessa de prosperidade se cumprir em nossas vidas.

Essa é a terceira semana que estamos mergulhando nos princípios para prosperidade e não poderíamos deixar de lado esse principio importantíssimo. É promessa de Deus, quem ama e ora por Israel prospera. 

O Senhor disse a Abraão: "E abençoarei os que te abençoarem, e amaldiçoarei os que te amaldiçoarem; e em ti serão benditas todas as famílias da terra. (Gn.12:3). No salmo que lemos inicialmente, também recebemos essa promessa: “prosperarão aqueles que te amam”. É impossível se voltar para Israel e continuar na mesma condição, as palavras de Deus são eternas, elas nãos mudam. Quem abençoa Israel é abençoado, prospera. 

Nossa nação esta afundada em crise e de forma muito clara vejo que isso tem tudo haver com o posicionamento do governo do PT. Quando Lula ainda estava na presidência em visita a Israel, quebrou o protocolo diplomático deixando de visitar o túmulo de Theodor Herzl o principal idealizador do movimento sionista, para deixar flores no túmulo de Yasser Arafat, um dos principais inimigos de Israel.

No governo de Dilma o ministério das relações exteriores demonstrando despreparo para politicas exteriores e total desconhecimento das questões bíblicas, publicou uma nota contra Israel: O Governo brasileiro considera inaceitável a escalada da violência entre Israel e Palestina. Condenamos energicamente o uso desproporcional da força por Israel na Faixa de Gaza, do qual resultou elevado número de vítimas civis, incluindo mulheres e crianças.
O Governo brasileiro reitera seu chamado a um imediato cessar-fogo entre as partes.
Diante da gravidade da situação, o Governo brasileiro votou favoravelmente a resolução do Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas sobre o tema, adotada no dia de hoje.
Além disso, o Embaixador do Brasil em Tel Aviv foi chamado a Brasília para consultas.

Depois desse fato outros vieram. O Brasil faz coro com os inimigos de Israel para que Jerusalém não seja considerada a capital de Israel ferindo completamente a vontade de Deus.  O governo do PT caiu, mas por causa da sua posição em relação a Israel o Brasil está sofrendo.  

Não tem pra onde correr a Palavra de Deus é clara e diz: “abençoarei os que te abençoarem e amaldiçoarei os que te amaldiçoarem”. Que estejamos sempre favor de Israel orando e amando essa nação escolhida pelo Senhor.


Conclusão: Sei que por causa do nosso posicionamento, somos alvo de muitas críticas, de calúnias, mas apesar de toda adversidade, não mudaremos de opinião, continuaremos abençoando Israel com nossas orações e com nossos bens. Temos um compromisso com Deus e com o seu povo. Fazemos parte dessa geração que o Senhor está levantando para proclamar a paz e buscar o bem do povo de Deus.