terça-feira, 28 de outubro de 2014

Vencendo as feridas da alma

Texto Base: Lucas 15: 11-32

Introdução: O livro de Lucas narra à história de dois irmãos, o filho mais novo pediu a sua parte na herança da família e saiu da casa de seu pai, o irmão mais velho permaneceu ali. 

O mais moço arrependeu-se e voltou sendo recebido como filho.

O irmão mais velho estava repleto de complexos, rejeição, inferioridade o que o levou a fazer julgamentos negativos a cerca de seu irmão, pai e até de si mesmo.

Estes sentimentos podem ocorrer com todos, por isto temos que nos auto avaliar todos os dias para que a cura venha se estabelecer em nossa alma. Não deixando que sentimentos demoníacos nos dominem.

Existem algumas atitudes que denunciam doenças de alma:

1. Desprezo, inveja: (Vs: 30) O filho mais velho estava acusando o seu irmão dizendo que ele se prostituiu, desperdiçou a herança da família.

Ele não se alegrou com a volta e arrependimento de seu irmão. O coração daquele homem estava ferido.

Quando notamos que a inveja, o desprezo e a acusação em relação a um irmão fazem parte de nosso histórico, precisamos nos questionar: quem somos para acusar alguém que Deus já perdoou? Quem somos nós para desprezar a quem Deus chama de filho?

Deus tem poder para mudar a história de uma pessoa. Desqualificar um irmão para ter atenção exclusiva não é atitude coerente é ferida na alma.

2. Rebeldia: (Vs:28-29) O filho mais velho se irou porque o pai recebeu o irmão mais novo com um banquete e muita alegria, por sua vontade seu irmão seria recebido apenas como um empregado.

Na igreja há irmãos mais velhos que querem receber os irmãos mais novos como empregados, pois pensam que posição no Reino é conquistada pelo tempo de serviço. Posição no Reino de Deus é conquistada por um coração humilde e disposto a obedecer.

O irmão mais velho esteve muito tempo com o pai, mas seu coração estava cheio de rebeldia o que foi denunciado por suas palavras e atitudes.

3. Autopromoção: (Vs 29) ninguém precisa dizer que é fiel a fidelidade é manifesta no dia-a-dia. Quem se auto promove pode estar caindo no erro da soberba. Precisamos tomar cuidado, pois Deus resiste ao soberbo. Quem nos exalta é o Senhor.

CONCLUSÃO: Deus como nosso Pai celestial está sempre disposto a dar oportunidades para reconciliação, quantas forem necessárias, mas pior que estar perdido do lado de fora é esta perdido dentro da casa do pai.
Não seja como o irmão mais velho que perdeu a benção, deixou de celebrar com o pai e com o irmão por causa das feridas da alma.

A igreja é uma comunidade onde as pessoas passam por um processo de tratamento, e o passado perdoado deve ficar no passado. Não temos o direito de julgar ou de nos enaltecer diante das pessoas. Somos irmãos filhos de um mesmo Pai e aqueles que estavam perdidos e arrependeram-se merecem o nosso amor e apoio. Abra o seu coração e deixe o Espírito Santo te curar de todas as enfermidades.

terça-feira, 21 de outubro de 2014

Poder da decisão


Texto Base: Jó 22:28

Introdução: O homem foi criado para governar, para se multiplicar, para dominar e reger a terra segundo o poder que Deus lhe concedeu.  Mas infelizmente a maioria das pessoas esta distanciada deste plano original.

A nossa volta ouvimos sempre mais as más notícias que as boas. As crises, os problemas, sejam no casamento, nas finanças, na saúde, na vida de uma forma geral parecem ser sempre maiores que as boas coisas.  A principal razão para isso é que estamos num mundo em que as pessoas, não sabem o que querem, não estão certas de suas opções, mudam a cada momento, são inconstantes e indefinidas. 

Deus quer abençoar o homem, mas existe um principio espiritual que precisa ser observado, a luz só brilhará se houver antes uma decisão.

Deus quer nos levantar como uma geração próspera, abençoada, mas precisamos:

1) Gerar em nossa mente pensamentos positivos

Mas, pensamento positivo não é coisa de nova era? Não querido diariamente geramos imagens em nossa mente, essas imagens podem ser positivas ou negativas. Essas imagens que são geradas em nós vão nos direcionar para um determinado alvo, ou seja, você está onde está por causa dos pensamentos que você gerou.

Há um homem na Bíblia chamado José ele gerou pensamentos, sonhos que se tornaria maior que seus irmão, que governaria em sua geração e de acordo com os pensamentos que ele projetou as coisas aconteceram.

É claro que na história de José existiram muitos obstáculos, mas todos eles foram destruídos pela força de um pensamento.

O que você decidir se fará, e a luz brilhará em seus caminhos.

2) Registrar os projetos.

Todo crente deveria ter um livro de sonhos e nele registrar seus planos e projetos. Muitas vezes estamos distanciados das bênçãos por essa razão simples, não temos nada escrito. Queremos uma casa mas não temos idéia da planta, quantos quartos? Quantos banheiros? Garagem pra quantos carros?

Deus quer nos fazer prósperos, abençoados, mas precisamos aprender a registrar o que queremos.


Conclusão: Em Provérbios 18:21 está escrito: “A morte e a vida estão no poder da língua; e aquele que a ama comerá do seu fruto”. Ouse decretar bênçãos sobre sua vida, família, suas finanças e viva o melhor de Deus. Decida ser feliz, decida ser prospero!

O que você decidir se fará, e a luz brilhará em seus caminhos.