terça-feira, 23 de agosto de 2016

Tenho as marcas de Cristo

Texto Base: Gálatas 6:12-17

Introdução: Neste texto o apóstolo Paulo, deixa bem claro que as marcas que um escolhido por Deus, deve possuir são as marcas de Jesus. No contexto em que essa carta foi escrita, muitos líderes estavam voltando a prática da circuncisão, para não passar por perseguições o que Paulo com veemência combateu, estavam marcando seu corpo superficialmente, rejeitando as marcas profundas de identificação com Jesus.

O apóstolo Paulo possuía marcas profundas em seu corpo, marcas que demonstravam o seu total envolvimento com Deus e sua obra conforme esta registrado em Atos 16:37 e II Corintios 11:25.

A semelhança de Paulo Deus está levantando crentes maduros que não terão medo de se sacrificar em favor da família, igreja, do próximo. Isso é muito importante, pois infelizmente estamos vivenciando um tempo onde as pessoas correm em busca de facilidades.

Jesus foi ferido, rejeitado, desprezado e como seus seguidores, não podemos fugir, rejeitar estas marcas. Um crente que ama e se identifica com Jesus, como Paulo:

Em primeiro lugar: não teme as tribulações (Leia II Co 12:7-10)

O crente que teme passar pelas tribulações, pelas as aflições não cresce porque as lutas são ferramenta de Deus para o nosso crescimento. Está passando por problemas, enfrentando lutas? Não fuja da tribulação encare-a de frente e cresça.

Em segundo lugar: não teme a provação

O deserto é um lugar de treinamento. Apesar de muitos crentes acreditarem que Deus não prova a Palavra mostra o contrário é só ler Dt 8:2-4

O deserto deixa marcas que podem te levar a morte ou a vida. Na experiência do povo hebreu, muitos morreram no deserto por causa da incredulidade e da murmuração. O próprio líder Moisés não suportou o deserto.

No deserto Deus nos prova para saber o que esta em nosso coração. Felizes são os que passam nas prova, pois alcançam a promessa.
Terceiro lugar: não teme as perseguições

Em nossa nação o evangelho pode ser anunciado abertamente, o que não acontece em todas as nações do mundo. Nos países árabes, onde o muçulmanismo domina, cristão são perseguidos, maltratados e até mortos. Pensar em uma situação como essa, ter que enfrentar uma condição tão adversa parece loucura, pois estamos acostumados com a “liberdade”. Apesar de não enfrentarmos uma perseguição tão intensa, ainda assim por causa da nossa decisão de servir a Deus muitas vezes somos perseguidos por familiares, parentes e amigos.

O apóstolo Paulo possuía as marcas de Jesus e se mantinha alegre em todas as condições pelas qual passava. Fil 4:10-13

Conclusão: Infelizmente em nosso meio pouco se ouve mensagens como essa de identificação com Jesus na dor, sofrimento, lutas, mas se queremos ser usados por Deus, precisamos ter a semelhança de Jesus em tudo. João 16:33: “Tenho-vos dito isto, para que em mim tenhais paz; no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo”. 

terça-feira, 16 de agosto de 2016

Serás Salvo, Tu e a Tua Casa.

Textos Base: Atos 16:27-34

Introdução: Essa é uma das histórias mais conhecidas do livro de Atos. Paulo e Silas estavam presos, tinham sido açoitados e ainda assim a meia noite cantavam louvores ao Senhor. A adoração sobe ao céu, atrai a Gloria de Deus e “de repente sobreveio um tão grande terremoto, que os alicerces do cárcere se moveram, e logo se abriram todas as portas, e foram soltas as prisões de todos”. O poder de Deus foi liberado e a principio pensamos que essa manifestação veio somente para abneçoar os adoradores (Paulo e Silas), mas considerando um pouco mais na história, percebemos que Deus tinha outro interesse. Ele queria salvar o carcereiro e sua familia.  Paulo e Silas estavam no cárcere físico, mas quem realmente estava precisando de liberdade era o carcereiro e sua casa.

Paulo e Silas entendendo o propósito de Deus, mesmo estando livres das algemas permaneceram ali e vendo o desespero do carcereiro, ministraram uma palavra, “eles disseram: Crê no Senhor Jesus Cristo e serás salvo, tu e a tua casa”. Que promessa linda não só para aquela familia, mas para todas as familias que que estão nos carceres do pecado, angústia, depressão, tristeza, opressão.

O carcereiro, entendendo a palvra profétca, levou Paulo e Silas a sua casa. A salvação entrou naquela casa, todas as cadeias e grilhões foram completamente quebarados e a aquela familia foi liberta.

Deus quer salvar, libertar as familias e se hoje você se abrir essa salvação se manifestará produzindo:

1) Alegria

Muitas familias infelizmente estão aprisionadas na angístia, na tristeza por muitos motivos: Filhos que se perderam nas drogas, no alcool, outros até mesmo envolvidos no crime, desemprego, doenças. Agora o principal motivo da tristeza é sem sombra de dúvida a ausencia de Deus. Quando uma familia se reconcilia com Deus, naturalmente há uma reconsiliação com a familia. É impossivel viver alegre distante de Deus.

2) Paz

O mundo anda sobressaltado em todos os lugares, não apenas nas grandes cidades, há no coração do homem, uma sensação de insegurança. Essa sensação jamais sera vencida com ações humanas. Jesus é o principe da Paz, a paz só existe onde Ele reina.    

3) Prosperidade

Nosso Deus é Deus de prosperidade, Ele é dono de toda prata e ouro. Todas as pessoas que o aceitam mudam de vida. Apesar de este assunto ser alvo de discussão em nossos dias, onde alguns se colocam terminantemente contrários a essa verdade, é possivel ver na igreja, no meio do povo de Deus que todos os que fizeram uma alinça com Deus e cumprem os principios estabelecidos nessa aliança crescem, avançam, prosperam.

Conclusão: Quando a salvação alcança uma casa ele pruduz inumeros beneficios. Citamos  alegria, paz, prosperidade, mas poderiamos citar também, saúde, harmonia, proteção e tantos outros.
As Palavras de Paulo e Silas liberadas ha quase dois mil anos atrás continuam valendo para hoje, por isso:  creia, deposite toda sua fé no Senhor e Ele há de salvar, de libertar toda sua familia.

Obs: Convide sua célula para estar conosco na próxima quinta na Campanha: Minha Familia na Unção de Deus