terça-feira, 2 de dezembro de 2014

Destruindo Fortalezas

Texto Base: 2 Coríntios 10:3-5

Introdução: O inimigo sempre levanta fortalezas para tentar impedir o avanço do povo de Deus. O que o nosso inimigo não sabe é que ninguém pode deter o avanço daqueles que servem ao Senhor.

Diante das fortalezas não podemos nos amedrontar, ao contrário devemos nos levantar para destruí-la e isso é possível quando:

1) Colocar a fé em ação

Nossa fé precisa ser operacionalizada diante de todo levante do inimigo. A Bíblia diz que a vitória que vence o mundo é a nossa fé.

Crer que Deus pode abençoar quando tudo vai bem é uma coisa, e crer que Ele pode quando as circunstancias são adversas é outra bem diferente.

Na hora das lutas não é hora de murmuração, lamentar é hora de lembrar as promessas, é hora de agir por fé.

Deus é contigo, Ele te defenderá, Ele suprirá as tuas necessidades tudo o que esta atado, será desatado, todas as fortalezas que se levantam contra sua vida ruirão em nome de Jesus.

Quando agimos por fé as coisas acontecem

Hebreus 10:38  todavia, o meu justo viverá pela fé; e: Se retroceder, nele não se compraz a minha alma.

2) Lançar mão das armas espirituais

2 Coríntios 10:4  Porque as armas da nossa milícia não são carnais, mas sim poderosas em Deus para destruição das fortalezas;

São muitas as armas espirituais que nos precisamos lançar mão para destruir as fortalezas, entre elas podemos destacar:

- A palavra profética – Quando abrimos nossa boca o Senhor respalda e o que antes não existia vem a existência.

- A oração - Nosso descanso está na presença de Deus é por isso que diante das fortalezas precisamos busca-lo em oração. Quem ora fica calmo, pois sabe que o inimigo não tem poder pra tocar num ungido de Deus, mas quem não ora se desespera e vive assombrado.

- O louvor - Deus não apenas habita no meio dos louvores, mas também age poderosamente nele.

- Jejum - Diante dos temores, das ameaças precisamos mostrar nossa confiança em Deus, até porque em muitos casos, somente um intervenção de Deus pode mudar o quadro.


Conclusão: o povo de Israel ao chegar na terra da promessa encontraram uma tremenda fortaleza, mas movidos pela obediência, fé e utilizando as armas espirituais viram a grande muralha de Jericó cair. Creia assim como Deus deu vitória a Israel, também dará a você.

terça-feira, 25 de novembro de 2014

Manto de Restauração

Texto Base: Neemias 1: 1-11

Introdução: Em toda Bíblia, Deus nunca disse que não teríamos lutas, oposições, falta de recursos financeiros, problemas de saúde em nossa trajetória de vida, mas em toda a Bíblia, podemos perceber que estas circunstâncias não prevalecem contra nós. Muitas pessoas se desanimam diante dos obstáculos e perguntam por que Deus permitiu a oposição, a luta?

Eu creio e já falei isso algumas vezes: “Deus permite as oposições para que seu poder seja manifesto”. Quando o poder de Deus se manifesta as oposições, as lutas, as crises são vencidas.

Como servos de Deus, príncipes do Senhor, precisamos compreender esta verdade: Deus nos escolheu para que nos movêssemos no sobrenatural e quando nos caminhamos desta forma alcançamos êxito em tudo o que empreendemos.

No seu chamado, Neemias recebeu a ordem e a benção para que reconstruísse os muros de Jerusalém que estavam completamente em ruína. Mas como reconstruir um muro tão extenso, como colocar portas tão grandes e com recursos de tempo e financeiro tão escassos, Neemias recebeu a bênção para reconstruir os muros sobrenaturalmente, o Senhor enviou sobre ele uma unção de restauração.

Todos nós temos obstáculos a ultrapassar, todos nós temos um muro para reconstruir e assim como Deus estendeu sobre Neemias um manto de Restauração, Ele estenderá esse manto sobre nossas vidas,  porém precisamos dar alguns passos:

1) O primeiro passo é buscar ao Senhor

Ao receber a notícia do estado lastimável de seu povo e da situação de ruína em que Jerusalém se encontrava, Neemias não tomou nenhuma outra providencia sem antes orar e jejuar.

Muitas vezes quando recebemos alguma notícia, em especial as más notícias, saímos feito loucos, querendo resolver o problema de forma natural. Precisamos entender nesta noite que tudo o que vemos no natural é reflexo do espiritual, ou seja, se algo esta dando errado no natural é por que está errado, em primeiro lugar no espiritual. Precisamos urgentemente aprender a nos mover no sobrenatural.
2) O segundo passo é a confissão da palavra

Nos versículos oito e nove, Neemias recorda uma palavra profética, que fora liberada da boca do próprio Deus. Há sempre uma palavra profética sendo liberada sobre nossa vida.  

Quando você fala daquilo que você crê que acontecerá um dia, ao acontecer mais tarde todos contemplarão  e reconhecerão que o Teu Deus é Poderosíssimo. Por isso não pare de profetizar.

Esse ano a palavra profética foi liberada, a nossa colheita foi ampliada, por isso mantenha essa confissão, pois ainda esse ano você verá o cumprimento dessa promessa.

Conclusão:  Salmos 60:12: “Em Deus faremos proezas, porque ele mesmo calca aos pés os nossos adversários”.