terça-feira, 26 de julho de 2016

Amar a Deus sobre todas as coisas

Texto Base: Mateus 22:34-40

Introdução: Neste texto recebemos um mandamento, uma ordem que deve ser cumprida: amar ao Senhor. Não temos dúvida alguma de que Deus nos ama incondicionalmente, mas e nós será que o amamos na mesma medida?

Ser amado é muito bom, e todo mundo gosta, mas há uma grande diferença entre ser amado e estar disposto a amar. Num relacionamento não há nada mais desagradável quando o amor é unilateral.

Oramos, clamamos reivindicando as bençãos de Deus, somos atendidos, mas precisamos retribuir o amor e o cuidado de Deus para conosco.

Se mantenho acesa a chama do amor a Deus em minha vida, venço lutas, tribulações, tentações, supero obstáculos, nada se torna impedimento a minha comunhão com Ele, nem mesmo as bênçãos.

Precisamos compreender que hoje, mais que em qualquer outro tempo na história, o amor precisa de cuidado.

Jesus falando aos seus discípulos sobre o fim dos tempos em Mateus 24:12 Disse: “E, por se multiplicar a iniqüidade, o amor de muitos esfriará”.

Se você sente que o amor está esfriando, ouça o que o Senhor diz a você em Apocalipse 2:5: Lembra-te, pois, de onde caíste, arrepende-te e volta à prática das primeiras obras; e, se não, venho a ti e moverei do seu lugar o teu candeeiro, caso não te arrependas.

Por que Deus exige que o amemos?


1-  Porque o amor nos faz colocá-lo em primeiro lugar

Quantas vezes proclamamos que amamos a Deus, mas não temos as coisas dEle como prioridades nas nossas vidas. Não temos tempo para uma comunhão íntima com o Senhor, para ler a Sua Palavra, mas incrivelmente nossa agenda está sempre aberta para o futebol, o lazer, ou até mesmo os negócios.

O amor não faz assim, Ele prioriza a comunhão com Deus e o seu reino, pois sabe que toda provisão e suprimento vem dEle.


2. Porque o amor nos faz reconhecer nossos erros:
Quem ama ainda que erre retorna o caminho, reconhece o erro e pede perdão.

Acredito que essa razão para amar é importantíssima para um relacionamento saudável. É libertador reconhecer o erro, entrar em arrependimento e ter a nobreza de pedir perdão.

Conclusão: Deus amou o mundo ao ponto de entregar seu Filho em regate da humanidade e isto inclui a mim e a você.

Deus nos amou de tal maneira e nos aceitou como estávamos, nos tratou nos abençoou e continua abençoando e este amor precisa nos constranger a amá-lo a correr para Ele.

terça-feira, 19 de julho de 2016

Aliança para Conquista

Texto Base: Josué 1:5

Introdução: Deus disse a Josué: “Ninguém te poderá resistir, todos os dias da tua vida; como fui com Moisés, assim serei contigo; não te deixarei nem te desampararei”.
Josué recebeu a Palavra Profética e se movimentou por fé, não ficou parado esperando “bom tempo”,  levou o povo caminhar em unidade, a lutar em unidade, a marchar como um só exercito, a gritar a uma só voz. Tirou o povo do deserto venceu 32 reinos e tomou posse da terra prometida.

Josué recebeu a Palavra em seu espírito e pode comprovar que realmente não houve nenhum empecilho na sua trajetória de crescimento, nem muralhas, nem gigantes, nenhum inimigo.

É maravilhoso entrar em contato com esta Palavra porque podemos comprovar que Deus cumpre o que promete, e maravilhoso, ainda, porque percebemos que esta  promessa está sobre nós.

Josué foi um homem que fez a diferença em sua geração por que sonhou com o crescimento, lutou pelo crescimento, alcançou o crescimento, mas nesta trajetória de conquista, há um detalhe importantíssimo em sua vida: Josué era um homem de aliança.

1) Josué andou em aliança com seu líder

Se você deseja experimentar o crescimento em sua célula, em sua vida ministerial e pessoal, então você precisa andar em aliança com seu líder.
Leia (Êxodo 24:13 e Êxodo 33:11). Moisés subia ao monte, Josué estava com ele, entrava na tenda, Josué ficava quietinho na porta. A aliança de Josué era tão grande com o líder que após sua morte, foi necessário o próprio Deus dizer a ele: Moisés está morto, ou seja, mesmo após sua morte Josué respeitava, honrava o lugar de liderança de Moisés. Quer ver tua célula crescer? estabeleça e honre a aliança com seu líder.

2) Josué andou em aliança com seu povo

Alguém já disse que Josué poderia ter se auto-denominado Rei e tomado para si toda a terra, mas ele tinha aliança com o povo. Cada tribo teve seu lugar garantido na terra prometida, por causa da aliança de Josué com os lideres de cada tribo.
As células crescem e se multiplicam naturalmente, mas para que isto aconteça, novos líderes precisam ser levantados. Tem líder que tem medo que outros se levantem, são medíocres, acham que alguém vai tomar o seu lugar. Daí são egoístas não incentivam seus discípulos buscar formação na escola de líderes. Isto acontece porque não há aliança.
Compartilhe a liderança com os líderes que Deus está levando a sua volta. Lembre-se ovelha não é propriedade sua, as  ovelhas pertencem a Jesus. Expulse de sua vida todo o egoísmo, exclusivismo e faça como Josué divida a terra com quem está a sua volta. Outra coisa, toda célula precisa caminhar em aliança com a igreja, afinal de contas uma célula é parte da igreja, não é uma igreja a parte.

3) Josué andou em aliança com seu  Deus

Por ter esta aliança com Deus, Josué permaneceu em santidade, em fé, em nada duvidou, para ele a verdade e os valores de Deus eram absolutos e soberanos. Deus falava com ele e ele ouvia a voz de Deus e obedecia sem questionar.


Conclusão: Nossas conquistas espirituais nunca serão individuais, a benção quando nos alcança, alcança nossa família, a igreja e todos os que nos cercam. Fuja do isolamento e estabeleça hoje mesmo aliança com seu líder, com a igreja e principalmente com Deus, e assim conquiste!