segunda-feira, 19 de janeiro de 2015

Benção e Impedimento

Texto Base: Deuteronômio 28:1-14

Introdução: Como seres humanos temos uma tendência nociva de transferir a culpa de nossas perdas, frustrações, a verdade é que mesmo caminhando no erra pensamos sempre estar certos. Quase nunca assumimos nossos erros ou mesmo paramos para pensar nessa possibilidade. Com isso infelizmente nos distanciamos cada vez mais das bênçãos que o Senhor tem reservado para nós.

Deus quer nos abençoar em todas as áreas de nossas vidas, na Palavra encontramos promessas de bênçãos em relação a família, descendentes, negócios, saúde, mas precisamos ter a coragem de olhar dentro nós mesmos e lutar para retirar tudo o que se levanta como impedimento.

O amor de Deus por nós é incondicional, mas suas bênçãos não. Em relação a benção sempre haverá um “se”.

Deuteronômio 28:1
1 - E SERÁ que, se ouvires a voz do SENHOR teu Deus, tendo cuidado de guardar todos os seus mandamentos que eu hoje te ordeno, o SENHOR teu Deus te exaltará sobre todas as nações da terra.

Não podemos perder a oportunidade, adiar mover de Deus, precisamos hoje nos livrar de tudo o que nos distancia da benção, precisamos olhar pra dentro de nós mesmos e decidir abrir mão de pelo menos quatro empecilhos:

1) Ansiedade
O espírito de ansiedade é um dos principais inimigos da fé, ele traz dúvida, abate a alma e nos distância de viver a promessa e tomar posse do que está liberado a nosso favor.

Em I Pedro 5:7 O Senhor nos convida a lançar sobre Ele toda a nossa ansiedade, porque ele tem cuidado de nós.

Alimentar problema não resolve nada, as respostas que necessitamos estão em Deus.

Em Lucas 12:29 e 30 Jesus disse: 29  Não andeis, pois, a indagar o que haveis de comer ou beber e não vos entregueis a inquietações. 30  Porque os gentios de todo o mundo é que procuram estas coisas; mas vosso Pai sabe que necessitais delas.

2) Acomodação

Precisamos ter um coração grato a Deus por tudo o que Ele nos proporciona, mas nunca conformado. Quem serve a Deus sempre terá a sua frente novos desafios.


Muitos se acomodam com aquilo que estão passando e vivem sempre com os mesmos problemas. A luta é passageira, mas a promessa é eterna. Nós não podemos ser problemáticos. Passar pelos mesmos problemas significa falta de crescimento. Deus vai te dar problemas novos, porque aqueles que você está enfrentando hoje, o Senhor vai te dar disposição para vencer e quanto maiores forem as tuas lutas, maiores também serão as suas vitórias. Nós nascemos para vencer.

...continua na semana que vem

terça-feira, 13 de janeiro de 2015

Gratidão

Texto Base: Efésios 5:20

Introdução: Há algumas qualidades que são essenciais a vida cristã, disposição, alegria, confiança, fidelidade, mas há uma em particular que expressa a vontade de Deus: a gratidão. O apóstolo Paulo escrevendo aos Tessalonicenses, em sua primeira carta no capítulo 5 e versículo 18 deixou isto bem claro: “Em tudo dai graças, porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco”.

Agradecer é valorizar. Quando agradecemos a Deus pela família, igreja, célula, discípulo, discipulador, tudo o que temos e somos estamos na verdade valorizando o que recebemos.

A gratidão gera muitos benefícios dentre os quais eu gostaria de destacar dois:

1) Gratidão atraí multiplicação

Em Mateus 15: 29-39 Jesus realiza um milagre tremendo. Com apenas alguns pães e peixes, no deserto, Ele alimenta uma multidão. Seus discípulos não estavam preparados para alimentar o povo, estavam desprovidos não só de mantimentos, mas talvez até mesmo de fé para crer num milagre tão grande. Naquele momento Jesus toma em suas mãos os pães e os peixes, e dando graças, partiu-os, e deu-os aos seus discípulos, e os discípulos à multidão. Naquele dia comeram quatro mil homens, além de mulheres e crianças.

É interessante que Jesus não repreende os discípulos por não terem providenciado comida aos famintos, não os corrige na frente da multidão, mas agradece a Deus pelo que possuía. 

A gratidão produziu uma grande multiplicação.

2) Gratidão afasta o destruidor

Há um demônio registrado na Bíblia como “destruidor”, pelo nome já se pode ter a ideia do que este espírito maligno produz. Agora como você sabe, nenhum demônio pode agir na vida de um crente se não houver legalidade. O que abre portas para este demônio é a ingratidão.

“E não murmureis, como também alguns deles murmuraram, e pereceram pelo destruidor”. (I Corintios 10:10).

A ingratidão é revelada pela murmuração. Pessoas ingratas, normalmente reclamam de tudo, estão sempre insatisfeitas com o que possuem. O que o ingrato não imagina é que esta atitude abre porta para este demônio terrível que destrói casamentos, famílias, ministérios, saúde...

Pense por um minuto comigo: se a ingratidão atraí demônio, a gratidão o afasta.


Conclusão: A boca só fala do que está cheio o coração. Que a partir de hoje venhamos encher nossos corações deste bem tão precioso que é a, para que todos os dias de nossos possam fluir palavras de gratidão.